Ligue-nos agora! +55 12 3624-7641

Shopping da
Cabral Livraria Universitária

Você está na Categoria: Contos

Cabralhos e os Tupinambebes: Devaneio de um caiçara


R$26,00

Assim como no meu primeiro livro (Escrafunchando o Lagamá), referenciei-me ao Ranchinho Caiçara, novamente o faço reportando-me àquele imaginário espaço cultural caiçara de chão de barro pisado, parede de pau a pique e telhado de sapê, que me fez escrever muitos causos, crônicas, poesias e algumas “bobagens devaneiosas”, para serem lidas pelo saudoso radialista Tony Luiz e depois comentadas e discutidas, em meio a deliciosas gargalhadas, pelos demais integrantes do programa radiofônico, que aqui na saudade e eterna lembrança me vem o nome de João de Souza, Clementino Soares, escultor Bigode, Zelão (esses já no plano celestial) e ainda João Barreto, dona Nena, Sinéia, Zé Ronaldo, Carlos Rizzo, João Teixeira Leite e outros que esporadicamente apareciam para contar seus causos.


  • Código: 978-85-54700-03-4
  • Referência: Contos
  • Disponibilidade: Disponível

Mais Detalhes

O autor alerta aos leitores que a escrita do livro não é de causo, não é de crônica e não é de poesia, então o que restou dentro dos gêneros citados acima, diz ele categoricamente que é de “bobagens devaneiosas”. Não está desprezando o seu próprio livro, brinca apenas com o gênero criado, mas é um livro de ficção, melhor dizendo: ficção cômica, feito, parte a parte, na empolgação e entusiasmo de criar histórias, graças a audiência do programa e incentivos do radialista Tony Luiz. Começou com uma lauda, depois duas, três, lida semanalmente e, juntando tudo, resultou esse “rebento” e, como filosofou antes: "Ler é ser passageiro de uma nave viajante, escrever é ser a nave. Mais que o prazer de ler é o prazer de escrever." E o autor se deliciou e se divertiu muito escrevendo esse livro. A concepção de um livro é levar conhecimento, educação, cultura, emoção, acredita ele que o “Cabralhos e os Tupinambebes” levará um pouco de comédia, pelo menos é o que se espera: fazer rir, mesmo que o leitor seja corintiano (que tira sarro de palmeirense) e mesmo que seja português (que faz piada de brasileiro). E disso, ele diz de coração alegre, que não é vingança. E de lá pra cá, cheguemos com os Cabralhos e, de cá pra lá, vamos com os Tupinambebes: de Portugal à Pindorama e de Pindorama à Portugal, caravelando e pirogando pelos mares de ligação luso-tupinambebes do final do século XV. Aos cumprimentos do autor, naveguemos então.

Autores: Julinho Mendes
ISBN: 978-85-54700-03-4
Edição: 1ª
Páginas: 80

Outras Informações

JÚLIO CÉSAR MENDES / Caiçara, nasceu na cidade de Caraguatatuba (SP), em 4 de março de 1962, neto de caiçaras e filho do casal caiçara Isaias Mendes e Alcina Pereira Mendes. Após dois dias de vida, passou a viver em Ubatuba (SP). Profissionalmente é professor efetivo da rede pública estadual, com licenciatura em Matemática, formado pela UNITAU – Universidade de Taubaté e técnico em Agrimensura pela ETEC Cônego José Bento, de Jacareí (SP). Brincante e amante da arte e da cultura caiçara, é criador dos grupos folclórico-musicais Bumba-meu-boi e Folia de Reis, e de blocos carnavalescos. É pintor primitivista (discípulo de João Teixeira Leite), escritor de causos e crônicas, com seu primeiro livro “Escrafunchando o Lagamá” e com contribuições em jornais e revistas da cidade e na Enciclopédia Caiçara volume V, organizada pelo antropólogo prof. Antônio Carlos Diegues, da USP; compositor, autor de sambas-enredos, marchinhas carnavalescas e músicas de raiz (com os CDs Caiçarando, O Auto do Boi de Conchas, Cantamar e Folia de Reis), artesão, percussionista (mestre de bateria de escolas de samba), ex-presidente do Museu Caiçara, e atual coordenador do grupo músico-cultural Cantamar. Atualmente, com seu “Balaio Caiçara”, num trabalho voluntário, faz palestras com contação de causos e músicas a respeito da cultura caiçara em escolas públicas e particulares do município, e ainda, como forma de incentivar a leitura entre a criançada, distribui as suas caixinhas “CAIXARA” (Caixas de fósforos personalizadas contendo em cada uma, um causo, uma crônica ou uma poesia de sua literatura caiçara).

Não há sugestões de livros neste momento.

Scroll to Top